Farmácia Maxifarma

8 tratamentos de beleza caseiros perigosos

Clarear manchas com limão e fixar a maquiagem com spray de cabelo: conheça esses e outros tratamentos de beleza caseiros perigosos e fique longe!

28 de setembro de 2018 - Maxifarma

Cuidar da pele e dos cabelos com ingredientes que você tem na cozinha pode ser econômico e divertido, e algumas dicas realmente funcionam muito bem. Porém, é fundamental ter em mente que existem alguns tratamentos de beleza caseiros perigosos.

Há uma infinidade de canais do YouTube e perfis do Instagram que se dedicam a compartilhar truques caseiros para hidratar a pele, dar brilho aos cabelos, aumentar a duração da maquiagem e muitos outros.

Contudo, algumas vezes esses truques podem não ter resultado algum ou, pior ainda, causar problemas à sua saúde. Conheça algumas das dicas caseiras mais famosas que podem trazer prejuízos a você:

1. Suco de limão para clarear manchas na pele

Mais do que clarear as manchas mais pigmentadas, o suco do limão pode causar queimaduras e novas manchas na pele – neste caso, permanentes. Isso acontece porque ele tem uma substância que reage em contato com a luz do sol e estimula a produção de melanina.

Mesmo que você faça o truque à noite, qualquer resíduo do limão que permaneça na pele no dia seguinte poderá causar esses problemas.

2. Desodorante com suco de limão

O limão realmente tem propriedades antissépticas que ajudam a eliminar os microrganismos que causam odores desagradáveis ao degradar o suor. Porém, pelos mesmos motivos explicados acima, esse é um truque caseiro muito perigoso.

Além disso, essa fruta tem um nível de acidez muito elevado, que pode ser extremamente irritante para a pele sensível das axilas.

3. Pasta de dente para secar espinhas

Embora alguns ingredientes comuns nas pastas de dentes, como o bicarbonato de sódio e o mentol, tenham propriedades secativas, eles também são agentes inflamatórios se aplicados na pele.

Dessa forma, a espinha pode até secar, mas a pele ao seu redor tende a ficar irritada e manchada. Além disso, esses produtos podem entupir ainda mais os poros, agravando o problema.

4. Óleo de coco para hidratar a pele

O óleo de coco se tornou um dos ingredientes mais queridinhos no mundo fitness e no universo da beleza, mas suas propriedades têm sido questionadas nessas duas áreas.

No caso dos truques caseiros, é muito fácil encontrar dicas dizendo que o óleo de coco pode ser utilizado para hidratar a pele, mas o problema é que ele é muito comedogênico. Isso quer dizer que esse ingrediente tem uma grande capacidade de entupir os poros, favorecendo o surgimento de espinhas.

5. Antitranspirante para controlar a oleosidade do rosto

Como seu próprio nome indica, os antitranspirantes servem para impedir a produção de suor, mas eles não têm nenhum efeito na produção de óleo.

Porém, mais do que serem ineficientes para esse propósito, esses produtos também podem causar vermelhidão, entupir os poros e irritar a pele do rosto em função da presença de sais de alumínio e fragrâncias intensas entre seus componentes.

6. Fixar a maquiagem com spray de cabelo

Novamente, trata-se de um produto que não foi desenvolvido para o rosto, por isso ele não deve ser utilizado nessa região. Embora seja excelente para fixar penteados, o spray pode deixar a pele irritada e ressecada, além de provocar descamações.

7. Aspirina para a pele e o cabelo

A aspirina é feita de ácido salicílico, uma substância que realmente é indicada pelos dermatologistas para tratar manchas, espinhas, cravos e caspa, seja durante um peeling ou como componente de loções e shampoos manipulados.

Porém, quando a aspirina é aplicada na pele ou no cabelo sem orientação médica, ela pode não surtir efeito ou causar queimaduras, lesões e manchas permanentes.

Além disso, estima-se que 1% da população seja alérgica ao ácido acetilsalicílico. Dependendo da sensibilidade de cada pessoa, o uso tópico pode levar a reações muito graves, como o choque anafilático.

8. Coca-Cola, chá de folha de figo e óleos para acelerar o bronzeado

Esses truques são do tempo da vovó, mas, como eles sempre voltam à moda “revitalizados” e são muito perigosos, vale a pena fazer o alerta. A Coca-Cola, por exemplo, contém ácido cítrico, o mesmo encontrado no limão, que favorece o surgimento de queimaduras e manchas permanentes na pele.

O óleo e o chá de folha de figo, por sua vez, contêm uma substância chamada psoraleno, que reage em contato com a radiação ultravioleta e causa vermelhidão, bolhas e queimaduras, que favorecem o surgimento de infecções secundárias. Em geral, as reações surgem 24 horas depois da exposição ao sol, de forma que a pessoa não percebe o perigo na hora e as queimaduras podem ser gravíssimas.

Outros produtos que você jamais deve aplicar na pele antes de tomar sol são margarina, manteiga, sal grosso, glicerina, óleo de coco, óleo de urucum e azeite de oliva. Quando o assunto é pegar uma corzinha, o mais seguro é utilizar um bronzeador com FPS e que seja de uma marca conhecida.

Além desses tratamentos de beleza caseiros perigosos, existem vários outros que não fazem efeito ou que podem trazer problemas graves. Por isso, o melhor mesmo é não se arriscar e utilizar apenas produtos de confiança. Na dúvida, sempre converse com o seu dermatologista.

Fonte(s): VogueVixScielo e Vila Mulher